Publicidade
Quarta, 07 Março 2018 01:00

Como a literatura pode se transformar em missão?

Postado por

Oi Povo Católico!

Hoje retomamos a nossa coluna sobre literatura! A partir de hoje, Daniel Araújo começa a colaborar para o nosso site com dicas fantásticas de literatura! Aproveite...

---------------------------

E aí, católico, que livros você tem lido?

Se você tem algum hábito de leitura e está interessado na sua fé, eu posso chutar com algum grau de certeza: algum livro de doutrina, apologética, ou talvez espiritualidade.

Digo isso porque fiz uma pesquisa recente.

Soltei um formulário do Google em um grupo e uma página católica, perguntando sobre os hábitos de leitura do pessoal. Coisa simples, quatro perguntinhas. Quase 2 mil pessoas participaram. O resultado?

Mais de 65% respondeu que costuma ler “Doutrina”. Sobre o que eles buscam com a leitura, também 65% respondeu “me aprofundar na doutrina”. Logo atrás “estudar, aumentar minha cultura”.

E tudo isso é muito bom, sem dúvida! Que o povo esteja sedento por doutrina e espiritualidade, principalmente os jovens, é um sinal maravilhoso de mudança. Coisa de dez anos atrás isso seria muito difícil. Vinte anos atrás, impossível. Ainda mais em um país onde quase ninguém lê.

Mas muitos encaram isso como uma cruzada cultural. “Não vou perder tempo lendo historinhas enquanto não terminar a obra de Santo Tomás” (não ouvi exatamente essas palavras, mas tenho um amigo que simplesmente não compra livros que não sejam filosofia e teologia).

E a verdade é que nós temos muito a ganhar lendo boa ficção. Boas histórias. Os catolicíssimos Tolkien e Chesterton não escreveram coisas como O Senhor dos Anéis e as histórias do Padre Brown para nos distrair da catequese, não é verdade?

Por isso queria apontar três motivos para você reservar um tempo para os elfos entre Santo Tomás e Bento XVI:

 

1 – Histórias nos ajudam com nossos dilemas morais.

Chesterton disse que os contos de fadas são reais não porque ensinam que dragões existem, mas porque mostram que eles podem ser vencidos.

Esse é um grande poder das histórias. Elas educam nossa mente, nossa imaginação, para o certo e o errado.

Nós podemos fazer um estudo de teologia moral e aprender as fórmulas, a teoria. Mas a vida é cheia de situações complexas, onde não é fácil discernir o que devemos fazer. Ver os dilemas de um Bilbo Bolseiro em O Hobbit (abandonar o Condado atrás de um tesouro? deveria ter matado o Smeagol?) iluminam nossos próprios dilemas e decisões difíceis.

Sim, muitos problemas do Brasil poderiam ser resolvidos se tivéssemos melhor interpretação de texto e os pais voltassem a ler histórias para os filhos antes de dormir.

 

2 – Ler ficção é um gancho para evangelizar.

Honestamente, se você só ler escolástica, Royo Marin, patrística, como você vai conseguir ter assunto com aquele colega perdido da faculdade?

“Cara, você não sabe o que eu li no Compêndio de Teologia Ascética e Mística!”

O cara vai cochilar antes de você terminar de falar o nome do livro.

Por outro lado, com muita gente, funciona conversar sobre uma boa história. Mesmo algo que pareça mais confessional (como é o caso das histórias do Padre Brown) tem uma abertura maior com ateus, agnósticos e pessoas não simpáticas a Igreja (o padre detetive do Chesterton, por exemplo, recebeu elogios do comunista Antonio Gramsci).

E como as histórias carregam verdades morais, é mais fácil conduzir os rumos da conversa para uma reflexão edificante. Além, é claro, de podermos recomendar bons autores para os amigos que gostam de ler. Não foi pouca gente que se converteu lendo ficção!

 

3 – Dá para catequizar!

“Se realmente ler os contos de fadas, você observará que uma ideia os percorre de uma ponta a outra – a ideia de que a paz e a felicidade só podem existir com alguma condição”.

Isso não lembra, por exemplo, um casal no paraíso que podia comer de todos os frutos, exceto de uma árvore em particular?

Pois é. As histórias podem, e devem ser usadas para ilustrar algumas das verdades de fé. E quem começou com isso foi o próprio Cristo!

Parábolas como a do filho pródigo ou a do bom samaritano, que aquecem o coração e encantam até mesmo pessoas distantes da fé, carregam verdades morais e espirituais.

É algo que funciona principalmente com as crianças. C.S. Lewis escreveu As Crônicas de Nárnia justamente para levar uma alegoria cristã ao público infantil (sim, naquele tempo as crianças liam esses livrões. Outros tempos!)

Citamos aqui alguns motivos para você enxergar utilidade na leitura de ficção, mas não vamos esquecer do principal motivo: é um lazer edificante, um entretenimento saudável. Também precisamos de descanso, e antes um livro do que as bobagens na televisão.

Mas talvez esteja difícil encontrar ficção de qualidade? É verdade. O mercado editorial hoje está mais preocupado em “lacrar” do que em trazer boas histórias. Não está tão diferente da televisão, afinal.

Por isso meu próximo texto trará sugestões de bons livros para quem quer consumir boa literatura.

Aguardem!

1691 Quarta, 07 Março 2018 14:27

Comentários   

0 # Lara 14-03-2018 01:39
Poderia também ter um post sobre que critérios um católico de usar para assistir animes, séries e mangás etc.
Responder | Responder com citação | Citar
# Geraldo 08-03-2018 18:44
Muitíssimos parabéns, catequistas e Daniel, pelo excelente conteúdo deste post e sua abordagem! Permitam-me endossá-lo trazendo estas reflexões abaixo que me parecem estar em sintonia com aquilo que vocês quiseram nos comunicar:

https://rodrigogurgel.com.br/a-beleza-salvara-o-mundo/
https://www.youtube.com/watch?v=-n2x6mSvF1E
https://rodrigogurgel.com.br/reflexoes-sobre-o-catolico-escritor/
https://www.youtube.com/watch?v=-gJ-KLQaVYU
Responder | Responder com citação | Citar
# geraldo 11-03-2018 09:56
Alias, o próprio autor do artigo cujo link sugiro acima é um exemplo de escritor católico (que de dentro daquilo que é específico do oficio literário) faz de sua arte , uma missão , um meio de viver a missão cristã.Falo do querido Rodrigo Gurgel e não seria má ideia se O CATEQUISTA fizesse uma entrevista com ele e tenho razões para dizer que ele ficaria muito contente em concedê-la. Inclusive ele poderia - na entrevista - dar uma contribuição ímpar para ajudar a fazer exatamente essa reflexão que o post de hoje trouxe. Da minha parte nunca vi alguém tratar desse tema com mais propriedade e profundidade do que esse homem. É um tesouro!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alexandre Azevedo 08-03-2018 12:13
Em seu ensaio intitulado Sobre Contos de Fadas, J.R.R. Tolkien nos fala da importância destes em relação ao aprendizado e assimilação da moral. É muito mais fácil você perceber o que é o certo é o errado através da empatia gerada pelos dilemas de um protagonista, por exemplo, do que através de um livro teórico, onde você muitas vezes entende sem levar ao coração.

Para quem já tem essas coisas no coração, fica mais fácil racionalizar, como você muito bem colocou no item dois!

Parabéns pelo texto!

E fica aqui uma dica para quem quiser se aprofundar na obra de Tolkien: o canal YouTube.com/TolkienTalk traz vídeos organizados por assuntos, que se aprofundam bastante no Legendarium, nas ideias, crenças e na vida do professor.
Responder | Responder com citação | Citar
# Lucas de Araújo 08-03-2018 11:38
Você irá colocar somente sugestões de autores católicos ?
Responder | Responder com citação | Citar
# Daniel Alves de Araú 15-03-2018 13:01
Lucas, não necessariamente: C.S. Lewis é um autor anglicano, mas os livros são de grande edificação cristã.
Responder | Responder com citação | Citar
# Victor Hugo Ferreira 08-03-2018 02:40
haha ótimo texto. Realmente fica difícil falar com o amigo perdido da faculdade sobre Teologia do Corpo ! hahaha
Muito bom, Daniel. Estou na espera do próximo texto !
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Johnny Rottava 07-03-2018 20:46
Ótima seção do site, parabéns!!
Já tenho o primeiro livro da saga do padre Brown. Embora não tenha lido ainda as Crônicas de Nárnia, nem Senhor dos Anéis, aguardo as indicações dos próximos livros.
Responder | Responder com citação | Citar
# Fábio Ribeiro 07-03-2018 19:32
EBAAAAAA.....
Responder | Responder com citação | Citar
0 # TAFNES VITORIA 07-03-2018 16:41
Parabéns Daniel por sua matéria maravilhosa!! Sal da terra te ama bjs
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Raquel 07-03-2018 15:20
Uhuuuul!! gostei!! já tô esperando o próximo!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto Eugenio 07-03-2018 12:36
Seja bem vindo Daniel...
JÁ aguardando suas dicas e contenha-se no SPOILER.. Kkkkkk
Responder | Responder com citação | Citar
# Daniel 29-03-2018 17:38
Não vou prometer nada :P
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # roberta 07-03-2018 12:11
nossa! ja estou ansiosa esperando o proximo texto!!! sou uma avida leitora de livros catolicos e atualmente estou saboreando o Sulco de Sao Josemaria Escriva...
Responder | Responder com citação | Citar
# Natália Vieira 07-03-2018 11:15
Que maravilhaaaaa *-* !!!!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade