Publicidade
Segunda, 01 Dezembro 2014 00:06

O olé cede lugar a Alá: a islamização da Espanha

Postado por

A charge acima é da página Spett Caricaturas.

Poderia um baiano ser hostilizado por saborear um acarajé, em pleno Pelourinho? E o que pensar de um mineiro, em sua própria terra, censurado por comer pão-de-queijo? Ou um gaúcho ser impedido de tomar chimarrão? Essa hipótese surreal é realidade na Espanha, onde crianças estão sendo agredidas por colegas muçulmanos na hora do recreio por comerem o tradicional sanduíche de jamón (um tipo de presunto).

Para os muçulmanos, é proibido comer carne de porco. O problema é que eles querem impor seus costumes aos outros, ainda que esses outros sejam cristãos vivendo em um país de maioria cristã. A denúncia foi feita por um grupo de mães de uma escola pública em Tarrasa, na Catalunha (Fonte: Alerta Digital), e infelizmente as autoridades locais nada fizeram.

Josep Anglada, líder do partido Plataforma per Catalunya, ganha cada vez mais apoio popular por defender o fim da imigração desenfreada para a Espanha. Ele quer a expulsão imediata de todos os imigrantes irregulares do país, e isso atingiria especialmente os muçulmanos: “Os imigrantes muçulmanos não estão aqui para se adaptar. Estão aqui para conquistar" (Fonte: CBN News). Estaria ele exagerando? Bem, cada um avalie os números e tire suas próprias conclusões.

  • Com uma população de mais de 47 milhões de habitantes, a Espanha possui mais de 1 milhão e 700 mil muçulmanos (Fonte: El Pais).
  • Apesar de os muçulmanos corresponderem a somente 3% da população, constituem 21% dos criminosos encarcerados na Espanha.
  • Somente na cidade de Bilbau, os muçulmanos são responsáveis por 55% dos crimes e por 90% das denúncias por estupro (Fonte: El Picotazo).
  • São 1177 mesquitas.

cachorro_assustadoE nem os au-aus espanhóis escapam da barbárie da jihad. Na cidade de Lérida, mais de uma dúzia de cães foram mortos por envenenamento. Pouco depois, os muçulmanos locais solicitaram às autoridades que a presença de cães fosse coibida em espaços públicos, uma vez que eles consideram esses animais “impuros”.

Em 2012, o presidente da Federação Espanhola de Entidades Religiosas Islâmicas, o imã Félix Herrero, exigiu a extinção das tradicionais celebrações do festival “Mouros e Cristãos”, que relembra a expulsão dos invasores muçulmanos da Península Ibérica, após mais de 700 anos de ocupação. O imã Herrero disse que não há lugar na Espanha “democrática” para esse tipo de festividade ofensiva (Alerta Digital).

Se por um lado os seguidores de Maomé se mostram obstinados em fazer prevalecer sua cultura, a maioria católica se comporta como uma massa sonâmbula. Décadas de marxismo cultural na veia tornaram a fé de boa parte os cristãos espanhóis um “detalhe” pálido e inócuo. Tanto que poucos parecem ter se escandalizado quando o Real Madrid retirou a cruz de seu escudo para agradar ao patrocinador dos Emirados Árabes (Fonte: Esporte Uol). Pagando bem, que mal tem?

A Espanha, como tal, não existiria sem o cristianismo (e nem existiria o futebol espanhol, pois nenhum país árabe se destaca nesse esporte). Agora, a cruz é descartada como um detalhe sem importância. Chegará o dia em que os espanhóis sentirão na pele o ditado: quem muito se abaixa... créu!

Mulheres sem véu ofendem os islâmicos, consumo de bebida alcoolica, carne de porco, festividades cristãs, cruzes, cachorros... E de tudo isso a Europa está cheia. Então por que raios essa gente sai de suas terras “puras” e “maravilhosas” e migra em massa para esse mundo em que tudo lhes parece impuro e ofensivo? Para promover a paz é que não é.

emblema_real_madrid

1319 Segunda, 05 Junho 2017 17:08

Comentários   

0 # João Pedro Strabelli 07-04-2016 15:52
Ando escrevendo demais aqui nos posts e peço até desculpas por isso. Se for besteira o que disser aqui, me perdoem. Mas é que tem uma coisa que penso há muito tempo e não ando conseguindo ficar calado, pois é algo preocupante que acontece hoje. Depois de muito pensar concluí que a sociedade vai ser, por bem ou por mal, baseada na família. Isso vai acontecer nem que seja na marra e do pior jeito, como o que a Europa está vivendo. Não é tanto a questão de ter gays por lá, é do fim da família mesmo. Há alguns dados históricos nisso. Grandes civilizações antigas tinham haréns, gays, poligamia e um monte de barbaridades e perversidades. Isso não é exclusividade de nosso tempo. Mas, olhando para as maiores civilizações ou as que duraram mais, todas elas sobreviveram enquanto a família era o centro. Ainda não decifrei toda a questão, mas a família mesmo tem um padrão de continuidade. Não é só questão de se proteger, mas a forma de união e auto-preservação da família, se for família de verdade, é diferente. Família tem normas e ensinamentos, não é cada um faz o que quiser e seja lá como for. A forma da família agir, morar, gastar o dinheiro é uma forma que preserva mais tanto a si própria quanto à sociedade. Uma sociedade baseada na família é mais duradoura, mesmo com crises. Nas outras formas, como é mais uma satisfação de desejos de seus membros ou a afirmação de uma vontade (como querer provar que pode ter um filho só porque alguém é contra), essa proteção e auto-preservação é menor; e acaba influenciando na sociedade. Isso tem muito a ver com a Europa. Existem famílias europeias hoje? Ou são uns poucos europeus que ainda vivem a família? Acho que está aí o problema. Enquanto os europeus abandonam a família e é cada vez mais cada um por si, outra sociedade baseada na família está ocupando o espaço que era deles. A família islâmica é a melhor? Não, mas que outra família tem por lá? A Europa vai sair dessa somente por duas opções: a volta a suas raízes cristãs e a volta à família. Fora disso não tem salvação. Falei muito de novo. Mas é o que penso.
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Fernanda Lemos 24-10-2015 02:32
HERÓIS QUE DEFENDERAM A CRISTANDADE DA FÚRIA MUÇULMANA: GODOFREDO DE BULHÃO RICARDO CORAÇÃO DE LEÃO CARLOS MARTEL BALDUÍNO IV BALDUINO III CARLOS MARTEL JEAM DE VALETT JAM III SOBIESK SKANDERBEG (PRÍCIPE DA ALBANIA) D.AFONSO HENRIQUE (FUNDADOR DE PORTUGAL) E MUITOS,MUITOS OUTROS QUE VC CATÓLICO DESCONHECE!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel Medeiros 02-09-2015 19:54
João Pedro Strabelli, acho que você não me compreendeu; Eu não disse que não acredito em Jesus, eu só disse que vi um teólogo muçulmano atacando a autenticidade do novo testamento e daí fiquei confuso. Só isso. Eu só quero ter uma fé mais sólida para não cair mais nessas artimanhas, só isso.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Pedro Strabelli 04-09-2015 15:51
Oi Daniel É, acho que entendi meio errado mesmo. É que tanto os cristãos como os muçulmanos acreditam em Cristo. A diferença é que nós, cristãos, cremos que Ele é Deus; os muçulmanos acreditam que Ele é profeta. Ou seja, de uma forma ou de outra há crença n’Ele. E, para crer em Jesus como Deus, só nós mesmos. Mas é muito importante isso que você fez. Baixou a dúvida, pergunte. A grande maioria tem e tirar as dúvidas no lugar certo faz uma diferença enorme.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ludmila 03-09-2015 00:41
Olá Daniel! Eu te aconselho a rezar o terço todos os dias,buscar os sacramentos, fazer jejum. Procure também ler a Bíblia, o Catecismo da Igreja Católica, a obra de Santos. Te aconselho também o site do Padre Paulo Ricardo é os livros do professor Felipe Aquino. Que a sua fé seja forte a cada dia.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel Medeiros 02-09-2015 19:49
Sidnei, é como eu disse antes, não tenho muito conhecimento sobre o assunto. O cara é doutor em teologia, tudo o que ele falava ele citava textos bíblicos para "comprovar", desta forma, alguém como eu poderia ser facilmente enganado. Eu só gostaria de saber se o site aqui possui algum material que fale sobre as evidências da ressurreição de Jesus e alguma coisa sobre o islã.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 02-09-2015 20:43
Daniel Medeiros, eu falo por mim, eu não tenho toda bagagem de grandes estudiosos da Igrejas, mas eu creio. Eu creio que sim, JESUS é DEUS Verdadeiro, FILHO de DEUS PAI gerando não criado e que se encarnou e morreu na cruz para salvar de nossos pecados. Sabe porque creio nisto?, por dois motivos: 1º) Pelo testemunhos dos Apóstolos, dos primeiros cristãos e de todos os cristãos de todos os tempos, sobre tudo, dos Santos Mártires, que deram a Vida por amor a CRISTO. 2º) Pela lógica, pois se o ser humano, em Adão e Eva, pecaram contra DEUS, no pecado original, o ser humano, criatura finita e limitada, que ofende a DEUS, o criador, ser infinito e ilimitado, como a culpa de quem ofende é proporcional ao o ofendido, então a ofensa que Adão e Eva e as consequências dela que caiu sobre toda a raça humana, que tiveram sua origem em Adão e Eva, foi de tal maneira, que ninguém, nem um ser humano por mais perfeito que fosse, poderia reparar esta ofensa feita a DEUS, e não digo somente o pecado original, mas também os nossos, pessoais. Partindo desta premissa, DEUS PAI não teve outro jeito para não perder sua obra prima, o ser humano, o qual lhe foi criado como sendo sua imagem e semelhança, de enviar seu único filho, o qual ELE, o PAI, gerou desde toda a eternidade, e portanto, possuidor da mesma natureza divina da do PAI, não sendo outro deus, mas possuindo a mesma natureza divina do PAI, e também do ESPÍRITO SANTO, forma um só DEUS. Sendo JESUS, DEUS, e somente alguém possuidor das mesmas naturezas, humana e divina, poderia reparar o pecado original e da cada um de nós, e foi por isto, que DEUS PAI, envia seu único filho, para pagar em nosso lugar a ofensa infinita que Adão e Eva e todos nós com nossos pecados pessoais, cometemos contra DEUS, e na cruz, com o seu derramamento de sangue, JESUS pode enfim reconciliar toda a humanidade dom DEUS PAI, e é por isto que temos sempre a oportunidade de quando arrependermos, buscar o perdão de nossos pecados, graças ao sangue que CRISTO derramou na cruz, para o perdão de nossos pecador e para a salvação de nossas almas. Estas são as duas evidências mais fortes, de que creio em tudo que a Igreja ensina, sobre JESUS, sobre sua morte redentora e sua gloriosa ressurreição e ascensão aos céus e sua nova vinda no final dos tempos. Não perco tempo com este pessoal, que como bem colocou o João Pedro, ficam arrumando desculpas e mais desculpas para dizerem que não acreditam na Igreja, este pessoal não quer seguir o que CRISTO ensinou, eles só querem acreditar no que eles querem acreditar, e mais nada. Não é porque o sujeito é doutor dentro do islamismo que eles é grande coisa, doutores há também entre os budistas, judeus, hindus, protestantes, e por aí vai, e todos eles sempre vem com uma coisa ou outra para querer derrubar a Igreja Católica, mas para mim que não sou doutor porcaria nenhuma, seguindo aqueles dois tópicos acima, não troco minha fé por nada neste mundo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel Medeiros 02-09-2015 15:55
Boa tarde. Esses dias estava de bobeira pelo youtube e acabei assistindo um vídeo que me fez ficar um pouco confuso: Um muçulmano doutor em teologia afirmava categoricamente que Jesus não ressuscitou e que o novo testamento seria uma completa farsa, ainda adicionou que os islâmicos amam mais a Jesus do que os cristãos e que o islã é a única religião verdade. Confesso que, por não ter muito conhecimento, fiquei um pouco confuso com tudo que assisti. Será que poderiam me indicar alguma fonte onde eu possa me esclarecer a respeito desse assunto?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 03-09-2015 13:50
Oi, Daniel! Eu não entendi qual é exatamente a sua dúvida. Você ficou confuso porque acha que as palavras do muçulmano podem ser verdade? É essa a dúvida?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel Medeiros 03-09-2015 15:07
Exatamente. o Nome dele é Ahmed Hoosen Deedat (já falecido). Ele era teólogo, agressivo mas com uma boa oratória e um conhecimento bíblico profundo, e exatamente isso foi o que me deixou confuso, pois o cara cita textos bíblicos para embasar todos os seus argumentos. Ele diz que o cristianismo é falso e que os muçulmanos é que são os verdadeiros seguidores de jesus. Por isso gostaria de saber se há algum material que possa ler que fale sobre a veracidade da ressurreição de Cristo, e também algum material que eu possa ler que fale sobre a verdadeira origem do islamismo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 03-09-2015 16:25
Daniel, antes de discutirmos oratória e argumentações bíblicas, vamos olhar para FATOS. Convido você a pesquisar como é a vida nos países em que a maioria da população é muçulmana; como as mulheres são tratadas, as crianças, os miseráveis, as pessoas de outras crenças, os homossexuais, as mulheres que cometem pecados sexuais (ou supostos pecados sexuais). Depois, volte o seu olhar para os países de raiz cristã (que certamente já estão com seu cristianismo muito pálido e desgastado pelo crescente ateísmo e secularismo, mas ainda possuem uma raiz cristã), e faça uma comparação. É pelos frutos e pelos FATOS que se conhece bem a verdade de uma crença. Os muçulmanos dizem que Alá é misericordioso, mas misericórdia é realmente algo que temos muita dificuldade em observar nas nações de maioria muçulmana. Então, fica a pergunta: Deus, Pai de Misericórdia, realmente está com eles? Os muçulmanos respeitam o Antigo Testamento, então abaixo eu coloca para você um estudo que publicamos aqui, sobre as evidências bíblicas de que Jesus é mesmo o Messias anunciado pelos profetas: Escrituras judaicas apontam: Jesus é o Senhor! – parte 1 http://ocatequista.com.br/archives/11286 Escrituras judaicas apontam: Jesus é o Senhor! – parte 2 http://ocatequista.com.br/archives/11313 Sobre a ressurreição de Cristo, recomendo que você veja esse documentário sobre o Santo Sudário: https://www.youtube.com/watch?v=iHUeG7ofrRA Além de estudar, acima de tudo, Daniel, recomendo que você ore, ore muito e insistentemente, para que Deus lhe dê a graça de chegar à certeza sobre a verdadeira fé, que nos foi revelada pelo único Deus, Jesus Cristo. Que as mentiras do demônio jamais possam te enredar.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel Medeiros 03-09-2015 17:50
Muito obrigado! Vou seguir o seu conselho e estudar esse material todo que você me indicou. Sobre a vida nos países muçulmanos, nem é preciso pesquisar muito, a televisão já mostra bastante, eu não tinha pensado nisso, a coisa é realmente complicada lá. Vou orar bastante sim. No mais, obrigado por dedicar seu tempo a me aconselhar.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 05-09-2015 15:50
Daniel, recomendo que você veja também a entrevista do vídeo abaixo. É longa, mas vale muito a pena! O entrevistado escreveu um livro chamado "Filho do Hamas". Ele é ex-muçulmano, convertido ao cristianismo. https://www.youtube.com/watch?v=49VINy761jA
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Pedro Strabelli 02-09-2015 19:43
Falar de Jesus Cristo é fácil e “inventar” um Jesus Cristo é mais fácil ainda; cada maluco inventa o seu. É que existe um monte de dúvidas mal explicadas pairando por aí e fica fácil começar a falar delas. Por exemplo, quantas vezes já se ouviu por aí que a Igreja Católica é uma das maiores possuidoras de terra do mundo? E tem? Sim, tem, TODA igreja fica em um terreno registrado em nome da Igreja Católica e se você somar todos estes terrenos no mundo inteiro tem até bastante. Mas já reparou que falam de um jeito que parece que a Igreja tem um monte de fazendas por aí? Também existem outras barbaridades rodando por aí: a igreja tem uma fábrica que constrói armas, o banco do Vaticano é um dos mais ricos do mundo, o papa sabe o dia do fim do mundo e não conta para ninguém. O curioso disso é que a Igreja Católica é a maior obra de caridade do mundo, a maior instituição de saúde do mundo e o maior sistema educacional do mundo e isso NINGUÉM fala. Infelizmente tem um monte de papo-furado por aí que, como a maioria não desmente, fica parecendo verdade. Ainda mais que tem gente muito treinada para falar e parecer verdade. Mas, vamos lá: um homem seria capaz de criar uma religião pacífica que se espalharia pelo mundo todo? Não. Ou seja, essa religião teria que ser fundada por Deus. Jesus Cristo, então é Deus. Os islâmicos acreditam que Jesus Cristo é um profeta, o segundo melhor; o primeiro é Mahomé. Se você acredita que Jesus é Deus, só há uma forma de seguir isso. Quanto ao Novo Testamento, é uma farsa como? Alguma coisa que está escrita lá não aconteceu? Leia com atenção e veja que tudo, mas tudo mesmo, acontece e aconteceu. É fácil falar, difícil é provar.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 02-09-2015 17:14
Daniel, pelo amor de DEUS, me desculpe, mas você acredita em um sujeito deste é muita ingenuidade. Quais as provas que este sujeito tem de que o novo testamento é uma farsa?. E depois o cristianismo é muito anterior ao islamismo, então se este sujeito não acredita no que nos cremos, que pelo menos, tivesse um pouco mais de respeito. E é bom saber o que os islamitas dizem por aí de nossa fé cristã, para saber o quanto eles são uma religião de paz, falando inverdades e impropério desse.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rocky 14-06-2015 21:46
Excelente site. O post é magnífico mas o que me mais me alegrou ainda foi a participação dos comentadores, lúcidos, muito objectivos e MUITO BEM ESCLARECIDOS! Parabéns pessoal! Há vários anos que trabalho em diversos países no Norte de África, conheço bem a Espanha e a França e a verdade é que vivo numa espécie de revolta interior vendo uma gigantesca desgraça acontecer mas que a população europeia não está preparada para gerir nem entender. É muito angustiante! as poucas vezes que vejo (ou leio) alguém abordando este tema é sempre repudiado com tal violência (e virulência) que rapidamente se invertem os argumentos e se faz silêncio do "lado da paz". Aqui vi acontecer o contrário!! E nem queria acreditar que os últimos comentários são recentes... Um grande bem-haja, irmãos, obrigado pela vossa lucidez!! Faz bem a quem vive já no seio da "loucura comunitária, cegueira voluntária".
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto Paiva 02-04-2015 01:44
''(...) Em maio de 2006, centenas de imigrantes ilegais muçulmanos foram recebidos como refugiados em várias igrejas na Bélgica, e uma vez que estiveram dentro delas, cometeram atos de sacrilégio, como o de construir tendas no interior das igrejas, cobrindo as imagens dos santos, desenrolando bandeiras com o nome de Alá e celebrando ofícios islâmicos. (...)'' http://es.wikipedia.org/wiki/Anticatolicismo http://www.catholicnewsagency.com/news/muslim_refugees_desecrate_belgian_churches/ ________________________________________________________ Todos sabem que os não-muçulmanos são tratados como cidadãos de segunda classe (Dhimmis) nos países islâmicos onde vigora a lei Sharia, e que para professarem a sua fé, ou habitarem, têm de pagar impostas (Jizya) ao califa. Os cristãos sempre receberam muito bem os refugiados muçulmanos, com enorme carinho, porém os cristãos são perseguidos e mortos pelos muçulmanos: decapitados, crucificados, apedrejados, desterrados, mulheres são violadas... NEM AS CRIANÇAS SÃO POUPADAS! Isso me dilacera o coração. Foi o que eu disse a um brasileiro converso muçulmano sunita, que uma vez interpelou-me. Então eu repliquei se o que lhe ofendia mais eram os que insultam a sua religião ou quando se comete atrocidades em nome do islã. Perguntei a ele quais são os atributos que fazem do islã a propalada religião da paz e o que ele achava da Irmandade Muçulmana, do Hamas, da Al-Qaeda, do Hezbollah, do Talibã, do Isis, do Boko Haram e de tudo que se faz em nome do islã — inclusive daqueles pregadores inflamados (wahabitas) que ensinam nas mesquitas a odiar os não-muçulmanos. Ele tergiversou. ________________________________________________ _________ ''Antes morrer que nos perverter ao islã'', dizem os católicos iraquianos. ''Vi também tronos, sobre os quais se assentaram aqueles que receberam o poder de julgar: eram as almas dos que FORAM DECAPITADOS POR CAUSA DO TESTEMUNHO DE JESUS E DA PALAVRA DE DEUS, e todos aqueles que não tinham adorado a Fera ou sua imagem, que não tinham recebido o seu sinal na fronte nem nas mãos. Eles viveram uma vida nova e reinaram com Cristo por mil anos.'' (Apocalipse 20,4) ✞ Viva Cristo Rei! ✞
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto Paiva 20-03-2016 09:51
Os socialistas e muçulmanos estão mancomunados contra a Fé Cristã. Devemos rechaçar e anatemizar todo católico que se mostre inclinado ao socialismo ou que, diante do POLITICAMENTE CORRETO e do que a VERDADE (cf. Gl 4,16) pode suscitar nos muçulmanos (vide o que causou o discurso do Papa Bento XVI em Ratisbona), conceda demais ao islamismo em nome da DESGRAÇA do FALSO ECUMENISMO. Em Córdoba, Espanha, a coisa chegou a esse ponto: http://shoebat.com/2016/03/14/spanish-socialists-get-closer-to-legally-robbing-cathedral-of-cordoba-from-catholic-church-and-giving-it-to-muslims/ Passou da hora de o islamismo ser restringido, como o Cristianismo é restrito - ou até mesmo totalmente proibido - em muitos países islâmicos. Atentemo-nos ao que foi dito: ''Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes como as serpentes, mas simples como as pombas.'' (São Mateus 10,16)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto Paiva 16-06-2016 03:31
O Papa e o Imame, Dr. Bill Warner https://www.youtube.com/watch?v=1yuql2v3m90
Responder | Responder com citação | Citar
0 # trovador 19-12-2014 22:59
Parabéns pelo site. Conheci há pouco seu trabalho. Eu que não gostava do Barcelona, pelo apoio da Catalunha aos comunistas na guerra civil, agora passo a também não gostar do real Madrid por essa atitude ignominiosa.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arquimimo Cardoso Jr. 05-12-2014 14:56
Enquanto isso na Arábia Saudita, não se pode erguer nem uma igreja ou outro templo religioso, somente mesquitas. A religião não islâmica só pode ser praticada no âmbito domestico, celebrações religiosas só é permitido dentro das embaixadas. Mesmo que residam neste país milhares de imigrantes não muçulmanos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 03-12-2014 15:15
Sobre o Real Madrid, nunca, nunca gostei desse clube. Aquele uniformezinho branco sempre foi totalmente sem graça para mim, e os "merengues" sempre me pareceram aquele timinho "leite com pêra", para burguesinhos bem alimentados - com muito dinheiro em caixa, mas sem alma, sem coração. Depois que contrataram o intragável Cristiano Vialdo, passei a antipatizar enormemente com eles. Agora, depois dessa atitude GROTESCA de retirar a cruz do topo do escudo, simplesmente detesto essa ***. E mesmo se fosse o meu clube de coração, deixava de torcer na hora! COVARDES, FROUXOS, VENDIDOS!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Padre Orlando Henriques 02-12-2014 22:22
Cá na Península Ibérica já foi tudo deles e os nossos antepassados derramaram muito sangue para correr com eles de cá para fora. E ELES FICARAM COM ESSA ATRAVESSADA: não conseguem engolir que isto já esteve nas mãos deles, que conquistaram mas nós os expulsámos. Parece que têm uma predileção especial por invadir a Península Ibérica. Parece que querem voltar para se vingarem. Mas há mais: até já há portugueses na jihad! vejam: http://expresso.sapo.pt/fabio-o-jihadista-que-queria-ser-estrela-da-bola=f889447 Por enquanto, para nós, os “mouros” são coisa dos livros de história e dos contos populares, algo muito distante (de há 800 anos), mas essas notícias, especialmente de Espanha, logo aqui ao lado, deixam-me sempre muito preocupado. Não vejo nada do pacifismo de que toda a gente fala.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # alessandro 02-12-2014 15:20
carissimo sidney, se for para acabar com esses movimentos feministas, gaysista, e ateus, vou torcer para a europa se tornar toda mulcumana o mais rapido possivel, rssss. brincadeira, mas agora falando serio ainda bem que no brasil apesar de tantos males, esta longe da ameaca mulcumana.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mariano 01-12-2014 23:09
Muhammad é o nome mais popular no Reino Unido em 2014.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 01-12-2014 20:03
Para ajudar no debate, venho trazer o link do filme sobre os Cristeros no México, pra que esses católicos jujubinhas de uma figa vejam como deve ser tratado um católico. Toda guerra que os católicos travaram contra os muçulmanos ou quem seja o inimigo, sempre foram para se defender, e que olhem bem, porque depois, quando isto ocorrer no Brasil, o que pra mim não tá muito longe, pois os ataques a nossa Fé, os ataques a única Religião Cristã verdadeira, os ataques estão só começando, logo logo, o embate começará a ser físico, não serão só nas idéias e leis, será físico. E os católicos jujubetes, no momento que acordarem já estarão sendo eliminados, então irão dizer era verdade, ooohhh, vamos morrer, ooohhh vamos fugir, cóóó có có codeeeco e o ovo vai cair pela cloaca e irão apostatar. Os links, pois no youtube está dividido em duas partes, sem legenda, mas graças que está em espanhol: https://www.youtube.com/watch?v=tL2QkUkwJiU https://www.youtube.com/watch?v=BmD8lDALsGg O final da segunda parte é de lascar, pensem jujubas em seus filhinhos queridinhos fazendo igual ao menino e sua mãe e pai, não negam Cristo nunca. NUNCA, seus malandros.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 01-12-2014 16:15
Há varias explicações para a não-assimilação Uma razão é religiosa:tal religião é formada a partir da vida de um individuo que reunia em sua pessoa as caracteristicas de profeta,legislador e rei em uma sociedade não sofisticada ,o que resultou em uma religião expansionista e que ao mesmo tempo que se pretende agregar toda vida social e indiviadual de seus seguidores A razão histórico-cultural:o mundo islamico foi dominado por europeus que impregnaram os muçulmanos de seus valores,provocando duas reações:repulsa a tais valores e agregação dos mesmos.Os ultimos se tornaram elites ocidentalizadoras e essa é casta de ditadores,monarcas proó-ocidentais .Os primeiros se tornaram radicais ,que interpretavam tudo que é ocidental como causa da decadencia do mundo islâmico.Com o tempo os segundos se tornarampredominantese são financiados por diversos paises islamicos Há uma razão interna da Europa:com a diminuição da natalidade e com crescimento do bem-estar social foi necessário um grande contigente de estrangeiros e como paises islamicos são instaveis ,houve uma onda de imigração.Assimilar um pequeno numero de imigrantes é dificil,mas um contigente enorme se torna mais dificil,pois quando há grande numero de imigrantes a tendencia é eles viverem entre si e não se agregarem a cultura local Os mais jovens imigrantes jamais viveram no islamismo e assim tem uma visão idealizada do islã e como a Civilização Ocidental desde ascenção de socialistas ao poder se culpa por muitos males ,logo não provê um imaginario para agregação social ,já um islamismo idealizado provê,já que só existe na cabeça de seus adeptos O Estado-de-bem-Estar social cria nos individuos uma expectativa muito altas em relação a padrão de vida e quando a crises que pioram esse padrão,logo há um acirramento dos animos e uma confirmação da visão negativa que muitos tinham da sociedade ,aí falam que o islã é a solução.O Ocidente ,desde a Reforma Protestante ,tenta romper com seu passado ,mas o maior efeito disso é uma aversão que os ocidentais tem por si mesmos e isso logo infectam os paises perifericos
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo Carvalho 01-12-2014 16:05
Na escola em que minha filha estuda, há um coleguinha dela francês e que mora aqui faz dois anos. Conversando com seu pai (também francês), ele me falou, certa vez, que na sua cidade, em que mais de 90% da população é cristã católica, por solicitação da comunidade muçulmana (minoria, óbvio), as festinhas de páscoa e natal foram abolidas das escolas públicas de lá. Outro fato, na França, os prédios das igrejas são patrimônio estatal (prefeitura, geralmente). Na cidade dele, a igreja matriz está necessitando de muitos reparos, porém, a prefeitura não não gasta um centavo nem permite que particulares ajudem a reformá-la...Por outro lado, ajudou a construir uma mesquita novinha em folha para a comunidade muçulmana. Não sou preconceituoso e respeito, de coração, a fé de quem quer que seja, porém, como disse o xará Paulo, precisamos relatar fatos de como as coisas andam por aí... Paz e bem!!
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Luis Magno 01-12-2014 15:51
Acho que a solução é uma cruzada na Europa, pra expurgar esses Allah akbar
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Julio Cesar Chaves 01-12-2014 15:05
Apenas um adendo. O triste e lamentável episódio do escudo do Real Madri deve ser entendido numa perspectiva mais ampla. O Real Madri é um dos clubes mais populares do mundo, conhecido e querido no mundo inteiro. Tal medida não visa, portanto, somente os muçulmanos da Espanha, mas os muçulmanos no mundo inteiro que acompanham o time. Posto isso, deve-se enfatizar que os muçulmanos veneram Cristo como um grande profeta, mas negam que ele tenha sido crucificado. Daí a importância capital dessa questão da cruz.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 01-12-2014 15:21
Júlio, o que se questiona sobre isto, é se a reciproca fosse verdadeira ou não, ou seja, se no escudo do Real Madri tivesse um crescente ao invés de uma crus, será que os islamitas iriam tirar o crescente em respeito aos cristãos?. Será que para agradar o diabo e todo mundo, agora temos que renegar a crus, nossas raízes cristãs e tudo mais, só porque vão ofender alguns e outros?. Este é o cerne da questão.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo Ricardo 01-12-2014 13:09
Já notaram que apontar o dedo para os absurdos cometidos pelos muçulmanos - em qualquer nível que seja - é o suficiente para aparecer um mone de gente com essa frase aqui: "Vocês não deveriam generalizar tanto. Nem todos os muçulmanos são tão radicais, e com portagens (sic) assim, vocês acabam gerando um ódio desnecessário."(?) Se eu ganhasse um real para cada vez que eu li frases idênticas ou com conteúdo similar, eu estaria rico.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 03-12-2014 12:50
Em um comentário estilo Olavão, posso dizer que tem homens que não tem bolas, e sim um vácuo entre as pernas. Esses "Arthur" da vida é que estão corroendo a Igreja Católica desde dentro. São nossos piores inimigos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel Pinheiro 01-12-2014 14:00
E o pior é que se falam mentiras sobre Igreja para essas pessoas, ela não movem um dedo para defendê-la.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 01-12-2014 16:28
Por que fazem isso com catolicismo?Simples,pq é facil,aceitavel e foi por geraçãoes altamente estimulado.Com a Reforma Protestante ,todos os paises protestantes começaram a culpar os catolicos por toda corrupção dos costumes europeus e ainda a acusavam da decadência que o protestantismo provocou.Com o protestantismo a unidade cristã foi perdida no Ocidente e a unica coisa capaz de unir todos os reformados era o odio ao catolicismo.Os liberais ajudaram muito ao elevarem os preconceitos anti-catolicos a categoria de ciencia,inventando mitos e criando propaganda anti-catolica e ajudados por maçonaria e outras formas de paganismos renascidos na Renascença criaram os mitos modernos e ajudaram a colocar os intelectuais ,a realeza contra o catolicismo.Os socialistas odeiam todas as religiões por serem materialistas ,mas devotam maior odio ao catolicismo por seu internacionalismo ,sua aliança com as forças conservadoras.Logo a Igreja começou a apanhar na Academia por influencia do liberalismo.Nos paises protestantes por ser Catolica.Na politica por estar vinculada ao Antigo Regime e a uma sociedade que todos foram educados a odiar.Os socialistas entraram e deram sua contribuição colocando o catolicismo ao lado de seus algozes e colocando a Igreja COMO opressora
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Vagner L. Glicério 01-12-2014 15:53
Caramba Daniel, a mais pura verdade. Esse povo que defende aborto, casamento homossexual, e tantas outras coisas, inclusive mentiras contra a Igreja, geralmente não movem uma palha para defender a mesma Igreja na qual eles professam a fé e comungam todos os domingos na missa. Falou tudo
Responder | Responder com citação | Citar
0 # M. 01-12-2014 11:33
Bem, eu moro na França e minha família "postiça" sempre comenta que antigamente os imigrantes que vinham estavam dispostos a se adaptar, mantendo sua religião e costumes mas respeitando sempre a convivência em sociedade (inclusive usando vestes ocidentais). De alguns anos pra cá aumentou muito o número de imigrantes cada vez menos dispostos a ser franceses. Inclusive muitos netos de imigrantes, nascidos aqui, que aderem ao islamismo fundamentalista só pra ser "rebelde". Enfim, eu tenho teto de vidro porque sou estrangeira e convivo majoritariamente com estudantes estrangeiros, mas estou sempre em busca de conhecimento sobre a cultura local e (sinceramente) acho que se continuar assim não sei onde esse país vai parar... Eles pedem muito respeito, mas não respeitam a cultura local. Eu me sinto agredida quando vejo uma mulher num niqab, aquilo pra mim é degradante, humilhante.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 01-12-2014 12:13
M. obrigada pelo seu depoimento. É sempre bom ouvir quem convive com a realidade que expomos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Clotildes Guimarães Prata 01-12-2014 11:06
Pode até ser que um ,dois muçulmanos sejam pacíficos mais em quantidade, não são confiáveis. Querem tomar novamente a Europa e impor a sua religião. Já demonstram ao querer impor sua normas de conduta num país que os abriga. É um sinal de alerta. A Espanha deve tomar providências com urgência e os católicos serem mais fervorosos e atuantes. Deve-se cortar o mal antes que ele cresça. É MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 01-12-2014 08:12
Já coloquei aqui em outro post, e volto a colocar novamente, o castigo da Europa será a islamização deste continente. Quando isto acontecer, eles sentirão saudades quando a Europa estava protegida sob a sombra do báculo dos bispos, sobre tudo, do bispo de Roma o Papa. Parece que este povo europeu se hajam tão esperto, mas me parecem cada vez mais burros, rejeitam todo seu passado cristão para se acomodarem ao politicamente correto, e assim traem suas raízes, que parecem dar mais vergonha que orgulho. As veze penso que pena que os muçulmanos não tenham vencido no passado a batalha de Lepanto e outras tantas batalhas de conquistas na Europa, hoje a Europa seria muçulmana e todos estariam felizes sob a lei da charia, aí, adeus a movimentos gays; femem; abortistas; feministas; ateus e apor aí afora. E certo que os católicos que seriam um pequeno restos (se já não é) sofreriam também, mas pelo menos estes outros aí experimentariam na pele é que é estar sob uma religião que não tolera nada que vai contra sua amada escritura e seu profeta. Mas isto mais tarde ou mais cedo vai acontecer, e tomara que aconteça, para que estes europeus metidos a besta tomem isto nas fuça e venham aprender a ser gente. E estou cada vez mais convencido que lá como ká os católicos estão cada vez mais caóticos do que católicos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 01-12-2014 16:48
Isso foi orquestrado por varias teorias materialistas.O fim do catolicismo foi planejado e desejado por europeus.É só ler os reformadores protestantes ,os iluministas e os socialistas que veremos um odio quase irracional ao passado e á Igreja Catolica que o simboliza.Todo protestantismo é criado como tentativa de Reformar a Igreja e por fim ao catolicismo.O liberalismo é um movimento para limitar o Estado e iniciar era de Razão e para isso utilizou-se da destruição dO LEGADO cATOLICO.Onde o liberalismo encontrou uma cultura católica forte tratou de destrui-la.Onde essa cultura não tinha raízes mesmo assim utilizou-se do preconceito protestante anti-catolico contra a Igreja .Os socialistas vieram e já encontraram a religião enfraquecida e logo trataram de querer destrui-la de uma vez
Responder | Responder com citação | Citar
0 # wagner 01-12-2014 07:58
Nada a ver Artur. Estes muçulmanos são estrategistas e estão tomando a europa entorpecida pelo marxismo cultural e outras doenças mortais. A questão é que há muito espaço nas Arábias e oriente médio e lá estes estão escorraçando literalmente os cristãos. Escorraçando não, matando. Morte aos cães (não confunda com os cachorrinhos indefesos)! Este era o lema das cruzadas. Com muçulmano se conversa é com a espada. Sempre foi e sempre será.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arthur 01-12-2014 02:51
Vocês não deveriam generalizar tanto. Nem todos os muçulmanos são tão radicais, e com portagens assim, vocês acabam gerando um ódio desnecessário. Enquanto isso, o nosso Papa Francisco reza numa mesquita pra tentar acabar com essa intolerância religiosa, que até nós mesmos católicos sofremos. "Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a lei, e os profetas." (Mateus 7: 12)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 05-12-2014 23:20
Artur,o grande problema não são os islamicos,mas a fraqueza ocidental.Concordo que a maioria dos islamicos sejam pacificos ,mas isso pouco importa,pois minorias bem organizadas podem sobrepujar facilmente uma minoria silenciosa.O grande problema são as baixas taxas de natalidade da Europa que tornam importante a imigração e também uma deterioração do sistema atual devido a escolhas morais.Os islamicos não tomarão a Europa por força armada,mas podem destruir aos pocos os europeus por causa de sua fraqueza moral relativa.Minha preocupação principal é com catolicismo e sua sobrevivência.Roma permanecendo livre de disturbios seria suficiente
Responder | Responder com citação | Citar
0 # luiz 03-12-2014 19:50
Bom o que o Artur afirma quanto a generalização e a ponderação dele sobre o Blog saber separar as coisas poderia ser aplicada aos demais cristãos , eu até concordaria , pois vejo aqui no Blog um ataque desproporcional quanto a protestantes. Entretanto quanto aos Muçulmanos concordo pelo menos desta vez, em genero numero e grau com a catequista . é isso mesmo ! A própria Historia do Islã fala por si . é uma história de pilhagem , sangue e guerra. é só ver a biografia de maomé. Ele toma cidades à força para fundar a sua religião , derrama sangue numa guerra dita santa e por isso a jihad é tao desejada . existe doutrina pacífica no islã ? sim . Mas o substrato para a violência é muito grande . A grande diferença entre o islã e o cristianismo , é que o islã mata pela sua religião e o cristão morre pela sua religião. separei trechos do alcorão , isolados eu sei , mas usados frequentemente por eles. Observe : 1 - Combatei, pela causa de Deus, aqueles que vos combatem...[2.191] Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.” 2- “E não creiais que aqueles que sucumbiram pela causa de Deus estejam mortos; ao contrário, vivem, agraciados, ao lado do seu Senhor [ou seja, agraciados com suas 72 virgens no Paraíso];” 3- "Deus vos inflija o Seu castigo, ou então o faça por nossas mãos... " 4- “ SURATA 191 - 191 Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio.” “ capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis, porque sobre isto vos concedemos autoridade absoluta.” Alah dá autoridade para matar" 5- " Mas quanto os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras(564), onde quer que os acheis; capturaios, acossai-os e espreitai-os; porém, caso se arrependam, " e ai ? dá pra conversar com eles ? Ecumenismo é entre cristãos . Essa doi a proposta quando iniciada de uma diálogo entre cristãos . Por exemplo , eu sou protestante , mas posso conversar e encontrar intersecções em nossas doutrinas apesar de diferentes quanto a varias questoes , mas temos uma interpretação semelhante quanto ao credo apostólico e o reconhecimento que jesus é o Logus. é o que temos em comum. Mas um diálogo entre cristianismo e o islã não dá por que para eles merecemos a morte e o alcorão dá margem para isso , pois somos infiéis ao ver deles. lamento mas essa é a verdade. Os textos são isolados eu sei, mas são fortes.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 03-12-2014 12:46
Esse tal de Artur é aquele tipo tão frouxo de "católico" que, além de ser um "jujuba", nem sabe separar capítulos e versículos do modo correto, com "vírgula", e não com "dois pontos". Se depender de sujeitos como esse para se defender, a Igreja está perdida.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Edymara 02-12-2014 23:28
A resposta dada nesse vídeo é excelente contra esse argumento de que "mulçumano radical é minoria". ;) https://www.youtube.com/watch?v=K7lVJxoiTg4
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fabão 01-12-2014 17:59
Vi um vídeo em que se discutia essa questão nos EUA e uma jovem muçulmana veio com esse papinho o de que "a maioria dos muçulmanos é pacífica", mas uma debatedora trouxe à luz o fato de que a maioria dos alemães na Alemanha Nazista era pacífica, e não adiantou nada. Se a maioria dos muçulmanos é pacífica e só quer viver seus costumes em paz, onde estão os muçulmanos entregando os terroristas? Onde estão os muçulmanos repudiando a violência que outros muçulmanos cometem?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 01-12-2014 14:31
Todas as revoluções são planejadas e realizadas por minorias influentes.Os radicais são muito influentes no mundo muçulmano .Existem cerca de 1 bilhão de muçulmanos no mundo,se apenas 1¢ optar pelo radicalismos teremos dez milhões de radicais ,some-se a isso o patrocinio de paises islamicos ,as divisões internas do Ocidente,taxa de natalidade declinante nO mUNDO oCIDENTAL eterá uma situação preocupante,já que assimilação de muçulmanos cada vez é mais dificil
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo Ricardo 01-12-2014 12:29
Arthur, Você não tem a menor ideia do que é um muçulmano. E pior, está engolindo esse papinho midiático de que "na verdade, isso é uma minoria de radicais (os terroristas)". Como estudioso e não palpiteiro vou te contar uma coisa: a base civilizacional, teológica e social do islamismo é a jihad. Maomé vivia pela jihad, e os muçulmanos apenas utilizam os aspectos multifacetados que podem ser utilizados na aplicação da jihad. Ser jujuba com muçulmano é suicídio, puro e simples.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arthur 01-12-2014 15:36
http://www.news.va/pt/news/o-papa-aviao-o-alcorao-e-um-livro-de-paz-mas-os-li É... Acho que o Papa também tá engolindo esse papinho midiático
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 01-12-2014 19:49
Põe teu filho e tua mãe morar no meio de um monte de muçulmano e depois fala deles pra ver se tua mãe e teu filho não tem que sair com o rabo entre as pernas e de madrugada pra não perderem a cabeça por causa do teu comentariozinho. Se você quiser ver eles vivos ainda, tem que ficar engolindo camelo, elefante, baleia azul, merda com limão, tudo para que a mamãe e o filhote não voltem em duas partes cada. E é isto mesmo Viviane, o Papa tem mais é que rezar na mesquita desta gente pra ver se não rola mais nenhuma cabeça. Quanto a ti o Arthur, dá mais uma pesquisada pela net e você vai acabar achando uns muçulmanos fofuchos com suas metralhadoras fofuchas apontadas para um bebê cristão assassino de uns dois anos de idade. Desculpe-me cara, mas tu é mais um dos trouxas que acham que tem que achar tchudiu lindiu.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 05-12-2014 23:14
Rezar em uma Mesquita não sei se concordo,mas ficar calado a respeito do islamismo é uma boa idéia.Não creio que o problema maior seja o islã,pois eles não tem exercitos poderosos e terrorismo não ganha guerra.O pior é a fraqueza do catolicismo no Ocidente.Ora se vc é fraco,mas está diante de umdoente raquitico é claro que parecerá extremamente forte.Quanto ao Ocidente não acredito que dá pra salva-lo.Salvar um suicida é extremamente dificil,mas atrasar um maximo um colapso ou fazer que ocorra de maneira suave são meios prudentes e realistas.O problema é a Igreja Católica,a Europa que se cuide ,pois tem muitas defesas contra isso e não a usam.Agora o catolicismo deve ser preservado e deve ser feito tudo para evitar perseguições e impedir a intolerancia ao Catolicismo no Ocidente
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Arlindo 01-12-2014 16:41
Na verdade o mundo se tornou tão complicado que quem não estudar a fundo muitas teorias que são taxadas de hegemonicas logo poderá ser enganado por elas.O liberalismo impregnou toda vida social e querendo ou não somos tentados a não questiona-lo e toma-lo como verdade .Já o socialismo está tão presente nos valores que é dificil saber o que não é socialista,pois essas duas teorias,apesar de errôneas tem muita força e são tão fortes que até quem nunca as estudou acaba as adotando inconscientemente.O papa também está em situação dificil,se for contra islamicos será visto como intolerante pela maioria e terá a seu lado uma minoria esclarecida que nem por isso o apoiará ,pois essa minoria será formada por liberais e conservadores que não dão uita importancia a religião.Quando vc é fraco e todos acham que vc tem muito poder e querem destruir seu legado é bom ser muito prudente
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # A Catequista 01-12-2014 16:28
Mas Arthur, o que o Papa poderia dizer? Da última vez que Bento XVI disse a verdade, saíram matando cristãos e queimando igrejas adoidados. O pobre papa alemão teve que se humilhar, então, para tentar poupar a vida de seus filhos, e lá foi ele fazer um momento de reflexão em uma mesquita. Sinceramente, diante de tantos filhos com a faca no pescoço, o que mais um papa poderia dizer?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ronaldo Ribeiro 01-12-2014 16:56
Fantásticos os textos de vcs, duro é ficar lendo posts de pessoas agua-com-açucar tipo este Arthur, talvez quando ele ver os filhos ou netos padecendo sob as loucuras do islã, acorde para a vida...
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # A Catequista 01-12-2014 10:51
Arthur, A grande miséria do Ocidente é que as pessoas, distanciadas do pensamento católico, estão se apegando mais a ideias e ideologias do que aos fatos. Ideias fofinhas são realmente inspiradoras, mas podem ser extremamente danosas se nos distanciam da realidade. Nem todos os muçulmanos são radicais, você diz, e é verdade. Mas o que é ser radical? Será que um muçulmano que considera toda mulher que não usa véu uma vagabunda se vê como um radical? Ou para ele os radicais são somente aqueles que cortam a cabeça dos inimigos? Acredite, Arthur: o conceito ocidental ingênuo de radicalismo nada têm a ver com o conceito dos muçulmanos "moderados" sobre o radicalismo. Você já esteve na Europa, em regiões com grande número muçulmanos? Já conversou com a população local, especialmente os mais velhos, sobre como era a vida antes e depois da chegada em massa de imigrantes muçulmanos? Eu não sei se você notou, mas estamos expondo aqui fatos, FATOS. E as fontes estão linkadas. Então... você acha que jogar a verdade pra debaixo do tapete é um meio eficaz de promover a paz entre os povos? Acha mesmo que, se os muçulmanos virarem maioria na Europa (e isso acontecerá em poucas décadas em alguns países), a democracia e as liberdades individuais vão prevalecer, tal como nos dias de hoje? Não vou entrar agora no mérito de o Islã ser ou não ser uma religião essencialmente violenta ou não; mas como você explica o fato de que em quase todos os países de maioria muçulmana – com algumas poucas exceções – os cristãos estão sofrendo intensas injustiças e perseguições? Além da jihad com derramamento de sangue, cito a contínua pressão dos muçulmanos em diversos países da Europa, que buscam impor suas leis e sua cultura de forma acintosa e desrespeitosa ao povo que lhes acolhe. Com um discurso de ódio e vitimização, cada vez mais eles pisam nos valores cristãos para dar mais projeção ao Islã na Europa. Já mostramos isso no nosso post sobre a islamização do Reino Unido. Da Rainha ao Califa: a islamização do Reino Unido http://ocatequista.com.br/archives/13943
Responder | Responder com citação | Citar
0 # David A. Conceição 01-12-2014 17:56
Depois de ler esse comentário da Viviane só posso dizer uma coisa: Delícia cara!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 01-12-2014 01:39
Muito sem noção essa atitude dos merengues... VIVI, PRECISO DE UM HELP SEU: VAI LÁ NO SEU FACE E CHECA A MENSAGEM QUE TE PASSEI. É URGENTE!!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade